Menu páginas
TwitterRssFacebook
Menu Categorias

Publicado por em abr 26, 2014 em Bispo Inaldo Barreto, Blog, Notícias | Ninguém comentou

POLÍTICA HOJE NO BRASIL COMUNIZANDO O MAIS QUE PUDER

POLÍTICA HOJE NO BRASIL COMUNIZANDO O MAIS QUE PUDER

Quero comentar um livro que li quando cursava a Faculdade, o titulo do livro: O Assalto Pacífico de Douglas Hyde. Tinha um sub-título: Perspectivava de nosso tempo. “Afirma o Sr. Khruschev que a guerra pode e deve ser evitada. Mas é também seu objetivo declarado “enterrar o capitalismo” e fundar um mundo comunista.

Como pretendem, então, os comunistas conquistar o mundo?” O livro no geral tratava da possibilidade de se mudar um regime mediante o comércio externo, e também mediante empréstimos em moedas estrangeiras, isto é, uma nação pedia empréstimo via FMI, outras pediam mediante um acordo político.

Cuba que andava com o “pires na mão”, passando o chapéu em busca de dinheiro para manter o seu regime, começou avidamente pedindo e pegando dinheiro com a amiga e irmã de pensamento comum, a Sra. Rússia. Era comum entre os comunistas, esse sentimento sobre o comum eles gostam, “comum”. Bem o comunismo liderante na década de 60 pensava corretamente a respeito de algumas nações, a Inglaterra eles consentiam que: “Em velhos países capitalistas, como a Grã-Bretanha, dizia Lenine, o capitalismo firma-se em raízes bem plantadas.

A classe dirigente da Inglaterra, além de solidamente entrincheirada, é experiente, antiga e hábil na arte de aferrar-se ao poder, sabendo, para tanto afugentar as crises”. Já na América Latina o terreno é fértil, o governo é meliante. Elos frágeis O que o comunismo liderante procurava e procura ainda hoje são os “elos frágeis”. Khrushchev que nesse tempo estava muito apegado ao ideal comunista, dizia: “A expansão do comunismo, sem guerra mundial e sem crise econômica à vista, consistia em procurar os elos frágeis na cadeia capitalista e operar sobre eles”.

Aqui está a perspectiva comunista do nosso tempo, essa ideia de tudo em comum menos as galinhas, ainda vive na mente da esquerda brasileira, é uma ideia tacanha, mas se desenvolve nas cabeças dos besouros esquerdista. E isso é o que provavelmente se passa na cabeça da presidente em priorizar os médicos cubanos, pois estaria eles fazendo um bem supremo cuidando da população mais pobre e colocando nas mentes deles que o comunismo é o melhor regime. Ou não?

Alguém pode pensar que não, mas essa é a questão existe uma preferência por um ideal e esse ideal no governo é transformar as mentes a favor do pensamento dominante na Ilha do amigo de todos os esquerdistas brasileiros, Sr. Fidel Castro. A China também procura elos frágeis para trabalhar sobre eles, e inventaram um “comunismo capitalista” que remunera como escravos os seus concidadãos e envia os produtos para todo o mundo fazendo uma propaganda de uma economia próspera, e tem conseguido bons resultados, hoje a China detém a maior reserva em dólares.

A ideia básica do PC Chinês é: “Envidar todos os esforços no sentido de colocar os países promissores dessas áreas em completa dependência do bloco comunista, por meio da trocas comerciais e da subversão, torná-las cada vez mais dependentes da economia e da liderança política do bloco ateu”. A nova versão atuando no Brasil A nossa presidente não é inocente, nem sua ideia comunista acabou, nem mesmo a ideia do Lula, o Mensalão foi um meio de avançar, deu no que deu, mas eles tentam de toda forma descaracteriza a roubalheira, haja vista um dos ministros do STF defender às claras a redução das penas etc .

Até hoje Lula se reúne com Zé Dirceu, foi visto num filme rápido ainda nessa semana juntamente com Mantega e tentou se esconder. Então nas reuniões do mensalão ele de alguma forma participava, como diz certo jornalista da TV Cultura ele é réu oculto. Essa contratação de médicos estrangeiros com um olho em Cuba merece essa desconfiança, eles serão de certa forma os mensageiros propagandistas da Paz Cubana. Pequenos burgueses são aliciados com essa ideia e depois de avançar bastante começa a tentativa de comunizar a nação brasileira através do atendimento médico.

Logo estarão importando professores e outros profissionais, e até soldados como ameaçou o governador da Bahia. Mas merece ser observado se continuamente a presidente irá se interessar pelo pessoal que pensa como ela: “Comunizar o mais que puder” e depois se perpetuar no poder pelo voto comprado por meios dos favores oferecidos à população carente que ainda é a maioria. Subversão de valores Uma das armas que os comunistas usam com eficácia é a subversão de valores. No Acre a Lei e a Justiça são coisas próprias, lá funciona à moda deles, o governo do Acre possuí estreitos laços com o poder central. O MP do Acre age como se fosse um STF, toma atitudes federais e o próprio governo faz de conta que não sabe, não vê. Nesse mês de Abril o governo do Acre recebeu refugiados e à revelia da Lei Federal enviou para São Paulo centenas de Haitianos. O próprio STF segundo um comentário na Revista Veja é um cartório de luxo que despacha a favor do PT.

Conclusão: Essa maneira de governa o país pode ser uma versão moderna do, Assalto Pacífico. Pode ser que a história se repita e as palavras de Douglas Hyde seja atualíssima: “Estamos-nos aproximando perigosamente do ponto de onde não é possível recuar”, disse ele. “O problema é que o Assalto Pacífico é tão pacífico que mal nos damos conta de sua existência.”

Inaldo F Barreto

Bispo da IMR

Publicar uma resposta