Menu páginas
TwitterRssFacebook
Menu Categorias

Publicado por em dez 14, 2015 em Bispo Inaldo Barreto, Blog, Notícias | Ninguém comentou

O ARMAGEDOM E O PARAÍSO

O ARMAGEDOM E O PARAÍSO

APOLOGÉTICA IV

“Após o Armagedom, uma terra paradísica”

Esse é o capítulo 19 do livro: “Poderá Viver Para Sempre no Paraíso na Terra”.

A grande dificuldade para os seguidores da Torre de Vigia é achar o Armagedom na guerra de 1914, ainda assim forçaram a barra e afirmaram que essa é aquela famosa guerra descrita no livro do Apocalipse, 16,14 “São, com efeito, espíritos de demônios: fazem maravilhas e vão até aos reis de toda a terra, a fim de reuní-los para a guerra do Grande Dia do Deus todo-poderoso”. Uma nota na Bíblia de Jerusalém diz: “É a reunião de todas as nações pagãs para serem exterminadas por Cristo”. Depois desconsideraram e profetizaram um Amargedon mais para frente. Mas 1914 ficou até hoje como pedra fundamental do Apocalipse deles, mas pedra mais parece um pé de barro.

“A guerra do Armagedom, (em hebraico, Har Megido, Monte Megido, ou provavelmente, “Ir Megido” (cidade de Megido). Essa batalha final é demoniacamente inspirada, é chamada a Guerra do Grande Dia de Adonai Tzva´ot (O Senhor dos Exércitos celestiais, ou “YHVH dos Exércigtos”. Nessa guerra, os reis de todo o mundo vem contra o povo de Deus; todavia, Deus, por intermédio de seu Messias Yeshua vence após destruir “Bavel, a Grande”. Todavia , talvez a guerra final não aconteça de forma alguma em Har Megido, mas em Jerusalém, em Har Migdo, “o monte do fruto escolhido dele”, isto é, o monte da benção de Deus, o monte Sião. A passagem 14,1 já citou o monte Sião, além disso, a imagem lembra o quadro do dia do Senhor, conforme apresentado por Joel, em que o poder de Deus parte do monte Sião contra as forças do mal (Joel 2,1-11; 4,1-17) Compare também com Isaias 31: 4-9)] Essa é a nota citada no Comentário Judaico do Novo Testamento de, David H. Stern.

Eles afirmam que depois de 1914 virá o Armagedom, para eles as palavras de Jesus: “Não passará essa geração até que todas estas coisas ocorram”, entre essas coisas “o fim deste sistema de coisas”, isto é, o fim deste mundo, se daria depois do Armagedom que ainda não foi, mas virá.

É difícil de se acreditar, mas eles profetizaram que muitos dos que viviam em 1914 não morreriam até que vissem o fim do mundo. Ok, mas nesse livro “. Eles se referiam a algumas pessoas adultas que na épóca tinham uns 15 anos de idade talvez, então hoje já estariam com 115 anos se tivessem com 40 estaria, com 142 anos, com 60 estaria, com 162 anos e ainda não viram o Armagedom, “o fim deste sistema de coisas”. Erraram! Parece que não temos nenhum russelista com 170 anos vivendo hoje e esperando o Armagedom.

A área teológica que proporciona mais engano é a Escatológica, são incontáveis os que marcaram e marcam datas da Volta de Cristo. Essa de 1914 é a mais divulgada porque eles possuem uma poderosa gráfica e muito dinheiro para divulgar a ideia do chamado “corpo governante”, que reinam aqui na terra desde essa data. Imagine quem é esse corpo governante? São eles os TJ que dirigem a Editora Torre de Vigia, um grupo seleto. Eles tiveram a ousadia de afirmar que em 1918 Jesus veio para o seu “templo”, o Salão deles, também identificado pelos 144.000, e com esses formou a “Igreja”; esses são os seguidores fieis escolhidos por Jesus para governar com Ele no céu. Eles

afirmam que, “desde os dias dos apóstolos, Deus seleciona cristãos fiéis para completar o número de 144 mil” Já os judeus não aceitam essa interpretação e afirmam que esse número de 144 mil são de judeus mesmo. Segundo David H. Stern “Esses são de todas as tribos do povo de Yisra´el.

Eles insistem no fim deste sistema de coisas e para isso não pouparam nem poupam profecias. No livro: “Mistério Consumado” em 1920 afirmaram: “Even the republic will disappear in the fall of 1920″, Igualmente as repúblicas vão desaparecer no final de 1920”..Nada aconteceu, e precisaram mudar as datas. Estamos esperando o dia em que vão mudar a base teológica, quando vão substituir o ano de 1914 por outro mais recente como a data base para toda sua especulação escatológica.

O maior problema da religião da Torre de Vigia é a credibilidade. Quem em nome de Deus afirma algo tão sério de forma tão irresponsável, e depois tenta desesperadamente manter essa afirmação para não parecer falso, quem assim procede não merece a confiança de mais ninguém no sentido religioso. Como acreditar numa religião que não respeita um assunto tão sério? Você se submete a uma manipulação quando leva em consideração essas profecias do pessoal da Torre de Vigia.

Esperamos o Advento, mas não sabemos nem o dia nem a hora, sabemos que, “Quando o Sol escurecer e a lua não der a sua claridade” conforme ensina o Evangelho de Mateus no verso 29 do capítulo 24, então, diante desses acontecimentos o fim dos tempos chegou mesmo, e não resta mais nada a fazer a não ser ir ao encontro do Senhor nos ares. Será o arrebatamento.

Muitos são os sinais que deixam o povo alerta, mas marcar datas é cascata das falsas testemunhas. A data para você ficar pronto para a Segunda Vinda é hoje, mas o dia ninguém sabe, porém Mateus deu uma pista infalível. Leia o chamado: “Discurso Escatológico” no capítulo 24 . Se tiver alguma dúvida pode perguntar no Facebook. Todo mundo deve ficar pronto para hoje, ainda que seja de fato daqui a muito tempo.

Não precisa mais nada para justificar o abandono de uma religião que mente descaradamente, mesmo que seja por ignorância, porque é perigoso seguir quem resolve mentir deliberadamente para propagar uma ideia.

A partir de 1914 teve início o Reino celestial de Deus e o começo dos “últimos dias” do atual sistema mundial perverso (2 Timoteo 3. 1-5). Você pode ler esse artigo no livro: “O Que a Bíblia Realmente Ensina?”. É uma afirmação sem nenhuma sustentação, sem nenhuma evidência de tal reino, as guerras continuaram como a de 1945, e muitas outras, nada mudou como teria de mudar com um Reino de Deus estabelecido. Estamos até quase numa 3ª Guerra Mjundial, com Rússia, China, Estados Unidos, Inglarerra, França; todos contra o Estado Islâmico.

Muita gente explora esse tema até para pedir ofertas para manter programa de televisão, não parece razoável acreditar na honestidade de alguém que acredita que o mundo está no fim e pede dinheiro para manter seus caros programas televisivos.

Publicar uma resposta