Menu páginas
TwitterRssFacebook
Menu Categorias

Publicado por em dez 3, 2014 em Bispo Inaldo Barreto, Notícias, Sem categoria | Alguém comentou

INTRODUÇÃO À FILOSOFIA

INTRODUÇÃO À FILOSOFIA

A prova final – Turma 2014 – Básico I

Ontem  foi um dia especial, um dia de prova,  (01.12.2014). As alunas chegaram pontualmente, uma delas porém, depois do horário normal.

A prova foi sobre diversos tópicos começando com o pensamento pré-socrático sobre o  Arché.

Thales de Mileto pensava o mundo como que surgindo da água, a tal ponto pensava ele que, o “mundo surfava sobre as águas como uma jangada” para ele o primeiro elemento, portanto o Arché era a água, e o mundo uma jangada à deriva. Esse foi o primeiro filósofo, era o ano de 624 a.C.

Seus companheiros desse período iluminado da Grécia foram: Anaximandro  610 a. C e Anaxímenes  585 a.C, o primeiro pensava o arché como um apeiron, essa pequena palavra grega significa, “indefinido” uma substância infinita que causou a separação entre o frio e o quente, o seco e o molhado, esse apeiron é independente primitivo, original e resistente a qualquer mudança. Ele é o arché  o princípio de tudo, infinito espacial e indeterminado, a base e principio de toda realidade. Platão e Aristóteles entretanto achavam que o universo era finito, a ciência moderna também acha que o mundo pode terminar num Big Crunch, a fase final do cosmo.

Anaximandro com seu apeiron achava que ele não tinha limites era inesgotável, e a  origem de todas as coisas.  Já Anaxímenes pensava no ar,  pois estava em todas a partes e a tudo preenchia, naturalista acreditava que o universo esteve numa estufa com todas as coisas começando nela. A alma seria o ar que nos esconde.

A expansão a origem  de tudo, o ar rarefeito ou não tudo isso é um movimento natural. Com essa força que se expande criando tudo na sua origem. O ar é indivisível, exceto em sua quantidade e na sua mudança para ar quente, ou  frio, e sua mistura um movimento original criador fazendo vir à existência o cosmo e toda a realidade.

Esses primeiros assuntos da prova falavam do arché, tem uma importância fundamental no pensamento humano pois estabelece a ideia de começo de todas as coisas, o início do universo. Assim também começa o Evangelho de João, “No princípio, “arcché” era o Logos”.

João entende que Jesus, o Logos é o início e o arquiteto de todas as coisas, o Criador, incriado, gerado de Deus, Deus de Deus, assim fica estabelecido o começo do mundo. Essas ideias primevas são básicas para o pensamento teológico, esses conceitos com suas figuras criam as alegorias básicas  para os escritores do Novo Testamento, o ar, (pneuma) o fogo (o teste e o fim num estrepitoso estrondo) a água, (batismo, lavagem, purificação e movimento)  o indefinido, (o Criador inacessível), Calma!, é claro, só acessível por meio do Mediador Jesus.

Os alunos que fizeram esta prova foram:

Patrícia Vianna, Juliana Guedes Manciopi Barbosa, Noemi Michelle Barreto, Cristiane Alves Vianna de Salles, Maria Lucia Bueno Alves,Karila Barreto e Luciene Aielo.

Uma classe com média alta nas notas obtidas no exame final.

Parabéns!

Alguém comentou

  1. Parabéns aos alunos e obrigado pela postagem nos esclarecendo à todos ainda mais sobre os clássicos filósofos.

Publicar uma resposta