Menu páginas
TwitterRssFacebook
Menu Categorias

Publicado por em dez 2, 2015 em Bispo Inaldo Barreto, Blog, Notícias | Ninguém comentou

ESTAMOS VIVENDO “últimos dias”?

ESTAMOS VIVENDO “últimos dias”?

APOLOGÉTICA III 

Temos sempre que, justificar, explicar e descrever qualquer afirmativa que fazemos, qualquer teoria que for exposta terá que ser justificada. Se a crença aludida é verdadeira então poderá ser explicada e descrita. Quando a filosofia é verdadeira pode ser provada no jardim, assim faziam os primeiros pensadores na Grécia antiga.

Os discípulos da religião Testemunhas de Jeová fazem o maior esforço para identificar os últimos dias. Mas esse esforço é tão antigo como o Novo Testamento, desde que Jesus veio os “últimos dias” passou a fazer parte do vocabulário cristão. Na Carta de Paulo a Timóteo, ele diz “stéros kairois” [(últimos dias) 1ª Tm 4,1.]; na Segunda Carta ele usa a palavra, “escátais émérais) (últimos dias). 2ª 3,1). Mas essa frase aparece também no Antigo Testamento, entretanto vamos examinar seu sentido apenas no Novo Testamento.

Você acredita que vivemos nos últimos dias? Todos acreditam, pelo efeito estufa, pelas geleiras que estão se derretendo, pela perseguição, porque o mundo é um “mundo trôpego”, e que a profecia de Pedro é uma realidade física comprovada, já que uma estrela em 1987 quando explodiu sua luminosidade atingiu 100 milhões de vezes maior do que o Sol. Então vivemos os últimos dias. Mas não a partir de 1914, mas a partir da Ascensão de Jesus Cristo ao Céu.

Entretanto não podemos marcar datas, por mais guerras que tenhamos. Agora temos o Estado Islâmico cheio de ira, decapitando ocidentais, jornalistas, cristãos, e quem não aceita a doutrina do Islã. Mas isso também vai passar e virão outras guerras, no entanto virá um dia quando o Sol escurecerá, não numa eclipse de alguns minutos como foi no último Shemitah, שמיטה, literalmente “libertação”, ( também chamado de Ano Sabático, é o sétimo ano do ciclo de sete anos da agrcultura). Esse tema foi muito explorado, houve quem marcou a data do Advento para 23 de Setembro de 2015.

Sendo assim, ninguém fique apavorado com isso, mas se o Sol escurecer mesmo, então “arrume as malas”. Chegou o fim.

Esse assunto sempre foi focado direta ou indiretamente, os pais da Igreja falaram sobre isso. Clemente de Roma ( 35-88 d.C) um pai apostólico falou da ressurreição futura em sua Carta aos Coríntios, “Caríssimos, consideremos como O Senhor nos manifesta sem cessar a ressurrieção futura, cujas primícias ele as concedeu ao Senhor Jesus Cristo, ressuscitando-o dos mortos.” Outro pai da Igreja, Orígenes (185-203) falando dos últimos dias não usa o livro de Apocalipse que por esse tempo era apócrifo, ele usa apropriadamente o Salmo 110.1 citado por Paulo: [“O Senhor diz a meu Senhor: senta-te à minha direita até que eu faça dos teus inimigos um assento para os meus pés”. (1 Co 15,25). Orígenes continua: “Vemos o que é o fim quando todos os inimigos serão submetidos a Cristo, quando o último inimigo – a morte- for destruido, e quando o reino for entregue a Deus Pai por Cristo, a quem tudo estiver submetido, digo que é desse fim que olhamos para o começo das coisas. Tanto quanto posso julgar é com estes que foi constituída essa ordem do gênero humano que, seguramente no século futuro ou nos séculos que virão, quando houver como diz Isaías, um céu

novo e uma nova terra ( Is 65,17; 66,22), será restabelecido nessa unidade que o Senhor Jesus promete quando diz a Deus Pai a respeito dos seus súditos.]

Policarpo de Esrmirna quando do seu martírio ele falou: “Tu me ameaças com um fogo que queima por um momento, e pouco depois se apaga, porque ignoras o fogo do julgamento futuro e do suplício eterno, reservado aos ímpios. Mas por que tardar? Vai, e faze o que queres”.

Policarpo no seu martírio confessa um futuro, um julgamento futuro, o Dia de Cristo, o Segundo Advento. E não se parece com o a vinda descrita pelos testemunhas da Torre de Vigia. Essa vida de Policarpo pode ser justificada, descrita e explicada.

Veja bem, os religiosos da Torre de Vigia afirmam categoricamente que Jesus veio e reina desde 1914. -Por que eles acreditam assim?

A segunda guerra passa aquela ideia precisa de cumprimento da profecia de Jesus que diz: “Se levantará nação contra nação e reino contra reino”, então depois disso, vem Jesus, e para eles essa profecia se cumpriu e Jesus já veio. Na página 87 do livro “O que a Bíblia realmente ensina?” podemos ler: “Cristo se tornou Rei, no céu no ano de 1914, assim que recebeu o poder do Reino, Jesus agiu, Miguel (outro nome para Jesus) e os seus anjos batalharam contra o dragão, Satanás e seus anjos maus, os demônios, perderam a guerra e foram expulso do céu para a Terra”. Daí segundo os testemunhas começaram as aflições e dificuldades na terra”. E por isso a Primeira Grande Guerra Mundial. Assim eles tentam jusficar a crença que eles mesmos elaboraram.

Eles começam afirmando que Jesus voltou à terra e começou a reinar em 1914, “tempo dos fim dos gentios”, depois voltou em 1918 para o seu “templo” (Templo dos TJ) . “As ovelhas” são as Testemunhas de Jeová que são separadas do “bodes” todos os outros de outras religiões. Somente eles são ovelhas. isso para confirmar as profecias anunciadas por Russel, esse seria o ano da volta de Jesus, mas não conseguiram apontar os traços da Batalhas do Armagedom, as revistas não vendiam muito depois dessa tremenda “mancada” profética. Com essa confusão de datas de 1914 para 1918, de 1918 para 1925, eles então afirmam que Jesus veio em segredo, ou que se tornou Rei nos céus.

Os TJ ensinam a boa conduta, ensinam muitas coisas boas como toda religião ensina, mas são peritos em bagunçar com a escatologia, mudam conforme a necessidade da religião, não merecem confiança, são exegetas tagarelas, nada mais do que isso.

A escatologia da Torre de Vigia é muito confusa, pois a Bíblia diz que Jesus voltará com alarido, e com voz de arcanjo e com trombeta de Deus (1 Ts 4,16). Acompanhado com seus anjos e de todos os santos (Mc 8.38) (1 Ts 3,13; II Ts 1,7).

Eles elaboraram uma tabela de eventos sobre o Reino de Deus, anote e reflita se isso é possível?

* O Reino de Deus é um governo celestial tendo Jesus Cristo como Rei e, dentre a humanidade, 144 mil são escolhidos para governa com ele (Ap. 14: 1-4)

* O Reino começou a governar em 1914, ocasião em que Satanás foi lançado “para baixo”, à Terra – (Ap. 12:9)

* O Reino de Deus em breve destruirá os governos humanos, e a Terra se tornará um paraíso – (Ap 16,14,16).

Eles costumam mudar os escritos conforme se atrapalham com as profecias , desde 1879, nesse tempo Miguel ainda não era considerado por eles como outro nome para Jesus, então, ensinavam que Miguel o chefe dos anjos devia adorar Jesus juntamente com os outros anjos, depois eles confundem Miguel com Jesus e dizem que Jesus não podia mais ser adorado a partir de 1953. Então até essa data os testemunhas adoravam Jesus por engano?

Eles se consideram “Corpo Governante” por isso inventaram primeiro a volta em 1914, adiaram e tal, e por fim adotaram a “volta secreta” em 1918. Rutheford induziu que o Armagedom começaria em 1914, então publicou um livro:”Milhões so que agora vivem jamais morrerão” e profetizou que em 1915, Abraão, Isaque e Jacó e outros fiéis ressuscitariam fisicamente como represenante da nova ordem. A ordem deles com certeza.

Mas é fácil conferir que Jesus não veio em 1914:

* Ninguém viu

* Os mortos não ressuscitaram

* Não houve o arrebatamento

* Os iníquos não foram destruídos

* E a salvação ainda continua, então ele ainda não veio.

Essa história dos discípulos da Torre de Vigia que Jesus veio em 1914 é pura fantasia, teologia de muleta para ajeiar as coisas. Não se preocupe com isso, siga fazendo discípulos de Jesus Cristo, e sempre atento à defesa da fé cristã. (Fp. 1:27), isso é Apologética.

Quando alguém confessa uma crença, mas não consegue justificar suas afirmações, não explica e não consegue descrevê-la, e se o faz confude quem ouve, e muito pior fica confundido e não admite o erro, então essa crença não merece a mínima atenção, é desprezível, porque não tem nenhum fundamento, a não ser o que o próprio autor da crença admite como verdade.

O aquecimento global já se faz nota em quase todo o mundo, eles se reúnem, falam muito, mas ninguém quer parar com a poluição o lucro o dinheiro o poder ocupa o primeiro lugar.

Quem quiser considerar os sinais da Volta de Cristo, melhor olhar para os aspectos físicos, Sol, Lua e as estrelas, “O Sol escurecerá , a lua não dará a sua claridade, e os poderes dos céus serão abalados” (Mateus 24:39). Não se refere ao um mero eclipse de alguns minutos, ou algumas horas, será algo que causará terror em toda a terra. Até a ciência prever que o Sol passará. Foi o físico alemão, Ermann Von Helmoholtz (1856) quem disse: “O Universo está morrendo”. O tempo deixaria de fluir, e o Sol como todas as estrelas vai queimar o seu combustível e esgotar-se, as estrelas se contraem e entram em colapso”. E virá então, o Novo Céu e a Nova Terra.

Publicar uma resposta